Meninas,hoje eu to aqui pra falar de amor.

Acho que nao eh muito dificil de saber que eu sou uma pessoa que necessita de um parceiro,quando eu era mais nova, eu me apaixonava de chorar e ficar ouvindo baladas de amorzinho pensando no menino que eu tinha conhecido no dia anterior,e isso sucedia umas 3 vezes por semana.

Eu sempre namorei, e sempre gostei de namorar, eu gosto de rotina,eu sou metodica e planejo tudo, entao nada melhor do que a mesma pessoa ao meu lado me fazendo feliz (ou nao), todos os dias.

Tive namoros e namorados horriveis, e tive relacionamentos lindos tambem, tive namoros de uma semana,de dias,de meses e de anos. Morei junto, e como a Maria Metodica que sou, custei pra enxergar que nao dava mais. Foi doloroso demais,mas foi o melhor sentimento de liberdade que eu tive.Nao por meu ex me podar,todas aqui conhecem Juninho e sabem a pessoa maravilhosa e mais foda do universo que ele eh,mas eu ja tinha em mente que eu nao vivia mais sem ele.Tipo Buchecha sem Claudinho.

Quando a gente terminou eu fiquei sem chao, sem rumo, e sem ninguem.Viemos pros EUA juntos, com sonhos e toda aquela coisa que um casal que quer passar o resto das vidas juntos faz. E eu me vi tendo que recomecar. Mas recomecar o que se eu estava apenas no comeco de tudo o que eu queria pra mim?

Entao foi quando eu tive que me reinventar e me redescobrir.Eu nao tinha amigos por aqui,nenhum,meu ex mudou de estado,e sem ninguem pra me dar apoio,sem familia,sem nadie.Dois dias depois da mudanca dele pra NYC, e muito choro, me arrumei,fiquei linda e fui pro bar – solo, nao conhecia ninguem,nem uma unica pessoa na ilha que eu pudesse ter uma conversa de no maximo 5 minutos. Comecei a sair muito,ir conhecendo carinhas em bar,me apaixonando toda semana (lembra Xuxu?!), e procurando aquele amor breathtaking outra vez.

Obvio que eu nao estava preparada pra me relacionar com ninguem outra vez,eu estava a procura de alguem pra substituir o meu ex e tudo de lindo que a gente teve,mas isso na vida real nao existe,cada relacionamento eh diferente e igualmente lindo.Eu assustei muitos carinhas com a minha sede de relacionamento.Tive algumas decepcoes e decepcionei alguns tambem.

E nem 3 meses depois do termino,eu conheci meu marido.Um menino chato,de 21 anos e que so falava sobre os planos dele de comer qualquer menina que aparecesse na frente dele.Era a primeira vez dele trabalhando na ilha,e a primeira vez dele tambem saindo de casa e morando longe dos pais.

Ra!Obviamente que nada disso aconteceu pra ele.Com duas semanas eu me mudei pra casa dele,e com 3 meses estavamos casados.Ele extremamente novo e sem experiencia nenhuma de vida.E eu 5 anos mais velha e muita bagagem emocional e bem mais experiente.Claro que essa mistura nao da certo.Tivemos brigas terriveis,tanto fisicamente como psicologicamente exautivas, muitas vezes pensamos em abandonar tudo e cada um seguir seu proprio caminho.Fizemos terapia de casal,o que eh ouro e extremamente saudavel e super recomendo pra qualquer casal – nao so os em crise.Dissemos muitas coisas horrorosas um pro outro, nos machucamos muito durante essa nossa tentativa de criar uma vida juntos,mesmo que sem saber por onde comecar.Mas de pouquinho em pouquinho fomos nos adaptando,nos conhecendo melhor, e tolerando mais.O que eh a maior dificuldade pra mim como todos sabem.

Esse ano completamos 3 anos de casados, e acho que finalmente tudo esta clareando, o tempo esta totalmente a nosso favor, eu mais paciente e tolerante, ele mais maduro e mais aberto, e quando conversamos sobre tudo o que passamos,todas as dificuldades e todas as brigas horriveis (que so uma brasileira sabe o que eh uma briga conjugal de verdade), nos envergonhamos um pouquinho, mas vemos que foi por muito pouco que nao deixamos de ser dois.

E ontem de noite chegamos em casa,fumamos juntos e fomos tomar banho juntos, colocamos o Ipod pra tocar e nos abracamos debaixo daquela agua quente e ficamos dancando abracadinhos de um lado pro outro por 7 longos minutos da Ball and Biscuit dos Stripes,e gente, aquilo transbordou amor, e me fez pensar em o quanto a gente se machuca e eh horrivel um com o outro, mas que no fim, tudo da certo. Descobri que amor nao eh a unica coisa que nutre  um relacionamento. Cada um sabe o que funciona no seu, e eu aprendi que paciencia e amizade vem salvando o meu, e descobri que aquele menino chato de 21 anos hoje eh um homem,bem mais maduro,responsavel,que trabalha pesado,que me ajuda em tudo,que eh meu melhor amigo,minha cara metade, me ensinou a ser mais paciente e me ensinou a mostrar o que tem que melhor em mim, porque como a mais velha na relacao, me senti na obrigacao de mostrar pra ele como a gente pode ser responsavel,amar,trabalhar,pagar contas,nos divertir e ser companheiros ao mesmo tempo.Claro que nem tudo eh um mar de rosas como a Babi disse,ainda brigamos,ele ainda me tira do serio e eu ainda tenho uma TPM que sinceramente,acho que eu deveria ser trancada num calabouco durante esse periodo, mas esses momentos sao dificeis mas passageiros se voce quiser.

E hoje nos dois somos o maior exemplo pra nos mesmos,de que o amor se constroi e se solidifica junto com todos aqueles outros sentimentos lindos que nos fazem acordar felizes todos os dias de manha.

-rj

One thought on “

  1. vita says:

    que lindo ler isso, meu amor.❤

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: