eu ia só escrever um comentário mas faz tanto tempo…

oi meninas!

estou sumida mesmo, meu humor anda ruim, a fase está meio ruim também. mas comecei a escrever um comentário sobre as dicas que a rosini pediu no post anterior e me empolguei, então cá estou.

eu quero essa bolinha de queijo de miojo agora, babi! é difícil de fazer? passa pra gente?
não entendo muito de cozinhar mas entendo muito de comer, então vou tentar dar dicas também😀

eu sempre faço pão de queijo porque sempre surpreende, acho mega fácil e rende horrores. mas tem que ter farinha de polvilho – loja brasileira, portuguesa ou chinesa têm. faço com alho e queijos diferentes (odeio seguir receita e quase sempre quando não sigo o resultado é muito melhor) e não só o mussarela amarelo brasileiro (que aqui é mais um breakfast cheese), mas também mussarela de búfala e whatever, quanto mais queijo melhor. no mais é chips, nuts e queijos aperitivos, mas eu tou num país de queijos né, muita opção incrível e não tão cara, porque babi disse que aí queijos finos são caros.
e se tem vegetarianos já comprei swedish meat balls, mini burgers e nuggets vegan e fiz no forno e uma coisa sem erro que nunca fiz mas muita gente aqui faz é berinjela gratinada com mussarela de búfala e manjericão e tiras de pimentão colorido assado.
ah! uma coisa si-nis-tra e super fácil é presunto de parma enrolado em fatias de melão. se forem vegetarianos fica mto bom com presunto meat free também.
e eu comi uma entrada com cenoura crua e gengibre ralado com molho de azeite, sal e pimenta preta que era incrível.

e uma coisa mais delícia da vida é acordar de ressaca e fazer um MEGA brunch de panqueca americana com muito bacon, sorvete de baunilha, maple syrup, blueberry, strawberry, all berries, côco ralado, nutella, fazendo aquela torre, sabe? a gente tá viciado nisso em fins de semana ressaquiados. pecado.

fiquei com muita fome, me salva. hahaha

então, por aqui vai tudo mais ou menos. uma fase um pouco chata agora. não tive um exame muito bom no curso na semana passada, a avaliação final foi boa mas o idiota do professor francês me deu um +- em uma das categorias e a nota final ficou entre doubtful e sufficient. a justificativa foi que meus trabalhos são impressionantes e perfeitos demais pra serem verdade, que eu preciso perder o medo de errar, perder a mania de deixar as coisas muito perfeitamente acabadas e mostrar mais o lado feio do processo e não tanto a obra final.

fiquei muito confusa porque o tal professor esteve comigo em todo o processo das aulas dele (design gráfico) e aclamava o que eu fazia na frente dos outros e uma vez chegou a usar o termo ‘amazing’ em tom bem exclamativo pra um trabalho meu – isso nunca acontece na rietveld, então chamou muito a atenção de todos. ele nunca sequer comentou nada sobre nada do que ele me criticou no dia do exame. por isso eu me senti meio traída, sabe? achei ele escroto idiota bipolar pincher raivoso querendo mostrar que pode sambar na cara dos outros. sem infantilidade ou despeito por ele ter me avaliado de uma forma chinfrim, mas achei e acho tudo isso dele.

ufa. hahaha

mas enfim, a universidade fechou por um feriado de uma semana e tenho certeza que até a quarta feira que vem, quando voltamos às aulas, estarei bem mais madura quanto a tudo isso e terei digerido errahistória bem melhor. e antes das aulas voltarem terei um café com o outro professor (esse um fofo holandês que mega me defendeu e adora tudo o que eu faço) pra conversar sobre tudo e sei que isso vai me esclarecer sobre como deverei me comportar com o idiota – e comigo mesma no processo de criação – daqui pra frente.

no mais desde esse dia temos saído muito. foram muitas festas, openings em galerias e bebedeira, hedonismo solto que pelo visto vai continuar até a semana que vem. mas o melhor da bebedeira é a ressaca em grupo. temos visto muitos filmes (e comido muita panqueca :P).

vimos todos os filmes do oscar da categoria de filmes estrangeiros e ainda tou baixando todos do festival de Cannes do ano passado que ainda não vi. e hoje baixei mais esse, do mesmo diretor de cold fish, pra quem gosta de filme japonês (eu sei que a babi gosta), ainda não vi, é bem longo mas não é lento, pelo contrário, é até pesadinho.

pra mim não existe coisa mais deliciosa nessa vida do que deitar no colchão inflável na sala, mil travesseiros e edredons, super frio lá fora, pipoca e sorbet do lado e ver filmes seguidos no projetor. fico louca, posso ver filme por quase 24 horas desse jeito. mas os meninos só aguentam 2 seguidos, então eu guardo os outro pra ver com eles depois.

agora já são quase quatro da manhã e eu preciso tentar dormir. desculpem se eu quase não escrevo – e quando escrevo parece esse mar de intimidade vomitada.

boa noite pra quem tá de noite e bom dia pra quem tá de dia.

love

v.

 

 

 

 

 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: